Auto Esporte

Autonews

sexta-feira, 30 de maio de 2008

■ Como funciona a compra de um carro - Parte 1

Introdução

Todo mundo que pretende comprar um carro precisa ter algumas dicas valiosas para uma boa escolha. Principalmente se é sua primeira compra.

Comprar um carro é decidir também sobre o quanto seu bolso agüenta pagar. Certamente existe muita coisa que você precisa entender antes de ir correndo a uma concessionária, mas tão logo entenda o que os termos significam e como funciona o financiamento, estará pronto para conseguir o melhor preço possível pelo modelo que escolheu.


Foto cortesia de Edmunds.com
Crédito: Scott Jacobs

Neste artigo, falaremos sobre a compra de carros novos e usados, o que você precisa saber antes de decidir comprar, como evitar as armadilhas mais comuns, como conseguir o melhor preço e o que fazer se houver um problema com sua compra.

Alteração do hodômetro
O hodômetro permite que você saiba quantos quilômetros o carro rodou. A quilometragem do carro usado afeta seu preço de venda. Por exemplo, quanto maior a quilometragem, menor é o valor do carro. Por esse motivo, algumas pessoas inescrupulosas alteram a leitura desse aparelho. Apesar de ser crime tentar diminuir a quilometragem ou mudar a leitura do hodômetro, isso não evita que as pessoas o façam.
A primeira coisa que você deve decidir antes de começar a procurar um carro para comprar é se quer um novo ou um usado. Claro que existem vantagens e desvantagens em ambas as opções. Caso decida por um carro usado, há várias coisas que precisa ter em mente.

No Brasil, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) registra cerca de 400 mil acidentes por ano nas cidades e estradas do País. Se você está no mercado em busca de um carro usado, há chances de que encontre um que tenha se envolvido em um acidente. O mais importante na compra de um carro usado é saber tudo sobre o histórico dele, incluindo:

  • o número de proprietários anteriores;
  • se o carro alguma vez sofreu em um acidente;
  • qualquer problema mecânico anterior;
  • o histórico de manutenção do carro.

Um dos maiores benefícios de comprar um carro usado é que você geralmente pode fazer um grande negócio e, em muitos casos, comprar até mesmo um veículo relativamente novo. Compradores que obtêm sucesso na compra de carros usados ficam tão felizes com seus carros quanto os compradores de carros novos. Mas lembre-se de que as piores histórias sobre a compra de carros envolvem os carros usados. Quando você tiver uma boa idéia de qual carro atende melhor às suas necessidades e orçamento, pode começar sua procura por carros usados.

Há vários lugares para encontrar um carro usado:

  • uma revendedora de carros usados;
  • uma grande concessionária especializada em carros usados;
  • feirões de carros usados;
  • muitas concessionárias de carros novos também vendem carros usados;
  • sites de carros usados, muitas vezes ligados aos revendedores;
  • classificados impressos ou na internet.


Foto cortesia de Edmunds.com
Crédito: Scott Jacobs
Você encontrará uma grande variedade de fabricantes e modelos em um lote de carros usados

Tenha em mente que os classificados são usados tanto pelos revendedores como pelos proprietários. Alguns revendedores usam até sites de carros usados na internet. Transações diretas com pessoas que você conhece e classificados online ou impressos são boas opções se você quiser evitar uma concessionária. De acordo com a Car Buying Tips.com (em inglês), não importa sua preferência, se você decidir comprar um carro usado, há quatro providências que vão aumentar suas chances de sucesso:

  1. Peça a um mecânico de sua confiança para fazer uma inspeção completa no carro num elevador e verificar danos - qualquer coisa que possa indicar acidente, desgaste excessivo ou inundação.

  2. Consiga o número do Renavam para investigar sobre o carro pelo site do Denatran, onde será possível ver, por exemplo, o número de multas, observações e se o carro foi roubado. Se você se interessar por mais outros detalhes, pode fazer uma pesquisa no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de sua cidade e saber, por exemplo, o número de proprietários do carro.

  3. Nunca assine o termo "nas condições em que se encontra". Muitos revendedores de carros usados tentam incluir esse termo nos documentos que você terá que assinar. Como em qualquer situação onde você precise assinar alguma coisa, LEIA ANTES DE ASSINAR. Por lei, você tem direito a 90 dias de garantia para ter certeza de que o carro está em boas condições. Se assinar um termo "nas condições em que se encontra", assim que você sair da loja com o veículo, qualquer coisa que venha a dar errado é problema seu. Revendedores sérios acabam oferecendo garantias maiores que as exigidas por lei.

  4. Tenha seu financiamento e crédito aprovados antes de ir comprar o carro, se você for adquirir um financiamento por banco.

Se você seguir essas instruções simples, a experiência de comprar um carro usado deverá ser tranqüila. Lembre-se de que comprar um carro usado em uma concessionária é como comprar um carro novo em uma concessionária. Você deve estar munido de todas as informações relevantes antes de comprar qualquer tipo de carro, seja novo ou usado.

Consulte o guia
Se você está à procura de um carro usado, talvez seja interessante consultar um guia de preços, comum em jornais, revistas especializadas ou em sites como o Uol, que disponibiliza o serviço.

Lembre-se de que são apenas guias e devem ser usados como tal. Os preços listados geralmente são para carros em boas condições e com "quilometragem razoável" - aproximadamente 20 mil km por ano. Se o carro tiver uma quilometragem muito acima disso ou estiver em más condições, o preço de venda deve ser menor do que o listado no guia.


A internet é sua melhor amiga

Não importa se você está comprando um carro novo ou usado, sem dúvida a internet é uma grande ferramenta. Se você for comprar um carro novo, pode verificar por quanto ficaria com os opcionais que deseja. Se você fizer sua lição de casa, poderá ir a uma concessionária munido de informações valiosas.

Para começar, uma sugestão é visitar o site dos fabricantes para ver os carros e opções disponíveis. Geralmente, você pode localizar concessionárias e fazer cotações ou ver o Preço de Tabela. Aproveite para verificar no site do fabricante a garantia dos carros. Saiba que há três tipos de garantia:

- legal: 90 dias, determinada pelo Código de Defesa do Consumidor;
- contratual: é a que o fabricante oferece espontaneamente e varia de 1 a 3 anos, havendo alguns casos de 5 anos. O tempo da garantia contratual inclui os 90 dias da garantia legal. Às vezes o termo de garantia estabelece limite de quilometragem, prevalecendo o que vence antes;
- estendida: é paga pelo comprador para cobertura de reparos depois de expirada a garantia contratual. Lembre-se que as garantias estendidas são uma maneira de o concessionário tirar mais dinheiro da sua conta bancária.
Então, saiba exatamente que tipo de garantia estendida você quer e o quanto está disposto a pagar por ela.

Assim que tiver diminuído seu leque de escolhas, você poderá pesquisar em uma série de outros sites como de lojas de automóveis para obter mais informações de preços.

Além de usar a internet para pesquisar o carro que quer comprar, você também pode verificar suas opções de financiamento.


Foto cortesia de Edmunds.com
Crédito: Scott Jacobs
Deixe seus dedos caminharem para não ter que suar seus pés. Use a internet para encontrar seu carro.

Agora que você sabe onde começar a pesquisa, vamos analisar o que deve saber antes de ir às compras.

Nenhum comentário: