Auto Esporte

Autonews

sexta-feira, 30 de maio de 2008

■ Como funciona a venda de um carro - Parte 1

Introdução


Há algumas decisões que você terá que tomar antes de vender seu carro. Você quer vendê-lo pela internet? Talvez colocar um anúncio no jornal? Concessionária? Revendedora? Participar de uma feira? As informações a seguir são úteis, não importa como você quer vender o seu carro.

Antes de fazer a venda, é importante entender o mercado. Por exemplo, conhecer o tipo de pessoa que se interessaria pelo seu carro ajuda a decidir onde colocar anúncios. Após fazer a pesquisa de preço do seu veículo, você determina o valor a ser cobrado e elabora um anúncio que chame a atenção. Você deverá preparar seu carro para a venda, lavando-o e limpando-o. É importante compreender como se deve negociar para obter o melhor preço e o que fazer se você se deparar com um esquema fraudulento ao comprar um carro.

Neste artigo, você aprenderá o que esperar do processo de venda de um carro, a fim de proporcionar uma experiência positiva para você e para o comprador.


O verão é a melhor época do ano para se vender um carro esportivo
O primeiro passo ao vender o seu carro é conhecer o seu mercado. Em outras palavras: o seu automóvel é um modelo popular no qual os compradores estariam interessados? Por acaso você teria que baixar o preço para vendê-lo, pois não há demanda? Conhecer o mercado - os potenciais compradores - irá ajudá-lo a responder estas perguntas.

Quanto mais você souber sobre as pessoas que estão interessadas no seu tipo de veículo, melhor conseguirá atingir este público. Por exemplo, se está tentando vender um conversível, você deverá anunciar nos meses mais quentes. Nesse período, as pessoas tendem a andar sem a capota. O mesmo acontece com os carros esportivos, que geralmente vendem melhor nos meses de verão. Se você está vendendo um sedã ideal para famílias, vai querer alcançá-las, possivelmente colocando um anúncio na edição de domingo no jornal local.

Conhecer o máximo possível sobre seu carro e sobre os potenciais compradores poderá lhe poupar tempo e dinheiro. Isso irá lhe ajudar a obter o melhor preço se você está vendendo o seu carro sozinho ou através de uma concessionária. Caminhões e vans que possam ser usados para o trabalho são sempre vendidos e têm preços competitivos. Cuidado para não subestimar o seu valor.

Use a internet e os classificados do jornal local para encontrar quantos carros similares há no mercado. Quando for comparar o seu carro aos similares listados, você deve levar em consideração fatores incluindo a idade do carro, as condições e a quilometragem. Lembre-se de que carros com quilometragem menor são mais caros.

O mais importante e que você deve lembrar antes de decidir vender o seu carro é que vender por sua conta é mais lucrativo do que pela concessionária. Se você decidir vender pela concessionária, cuidado com valores muito altos e muito baixos.

Quando a concessionária lhe oferece um valor de mercado muito alto pelo veículo, é provável que vá usá-lo como parte de pagamento do seu carro novo. A concessionária cobrirá os prejuízos com o carro usado ao fazer você pagar um preço maior pelo carro novo. Assim, você não estará poupando nenhum dinheiro. Se a concessionária lhe oferecer muito pouco pelo valor de mercado do seu carro, ela pode estar sugerindo que você está obtendo um preço baixo pelo carro novo. Lembre-se de que você pode negociar um valor de mercado justo na concessionária, mas você pode conseguir um preço maior vendendo o carro por conta própria.

A maneira mais fácil de determinar o preço do seu carro é saber o que os outros vendedores estão pedindo através de anúncios online ou impressos.


Na internet , é fácil ver o que as outras pessoas estão pedindo pelo mesmo modelo

Você também pode encontrar no varejo o preço sugerido para o seu carro. A melhor maneira de encontrar esta informação é usar algum guia de referência, disponíveis na internet.

Uma dica importante é pedir um pouco mais do que você deseja aceitar de fato. Por exemplo, se você quer receber R$ 15 mil pelo seu carro, deve pedir R$ 15.500. Então, se tiver que baixar o preço, não será um prejuízo muito grande. Após ter se decidido, é hora de tornar o seu carro atraente para os compradores.


Faça uma boa lavagem no seu carro, para que fique com a melhor impressão possível
A primeira impressão é a que fica! Há algumas coisas que podem ser feitas para se assegurar de que você e seu carro deixem uma boa impressão no comprador em potencial.
  • Lavar, encerar, e limpar cuidadosamente o carro.
  • Tenha uma visão exata das condições do seu veículo inspecionando-o ou obtendo a opinião de um mecânico.
  • Tenha todos os registros de manutenção ou relatórios do mecânico para mostrar aos compradores.
  • Considere fazer reparos de baixo custo em amassos e arranhões, bem como em pequenos problemas mecânicos, ao invés de vender o carro como está.
  • Retire todos os seus pertences do carro. Se o comprador quiser fazer um test-drive, não é legal que o carro esteja amontoado de coisas.
  • Não se esqueça de limpar as calotas e lavar os pneus.
  • Limpe as janelas e todas as superfícies espelhadas.
Você deve esperar que os compradores investiguem o carro por completo. Se o carro estiver na melhor condição possível, você terá melhores chances de atraí-los.

Agora que o seu carro foi todo inspecionado e limpo, você precisa comunicar sua intenção de venda aos potenciais compradores.

Termos do Anúncio de Venda de Carro*
  • Preciso vender - isso geralmente significa que o vendedor está ansioso por se livrar do carro e poderá aceitar um preço mais baixo.
  • Aceito propostas - isso informa ao comprador que você poderá considerar ofertas abaixo do preço que você pediu.
  • Preço pedido - esse termo comunica que você tem vontade de negociar, mas que não aceitar qualquer oferta.
  • Preço final - este termo é usado para indicar que você não está aberto a negociações. Isso significa que o mais importante para você é conseguir o seu preço.

    *Fonte (adaptada): Edmunds.com

  • Algumas pessoas vendem carros anunciando "boca a boca", mas você pode não encontrar tantos compradores dentro do seu círculo de amizades e família. Por isso, deve anunciar. Há uma variedade de lugares onde você pode divulgar a venda do seu carro. Lembre-se de que alguns anúncios, como aqueles nos jornais de notícias, custam dinheiro, enquanto outros podem ser gratuitos.

    Aqui estão algumas opções para você anunciar o seu carro:

    • Anúncios classificados do jornal local.
    • Jornais semanais locais e jornais gratuitos.
    • Quadros de avisos em supermercados, bibliotecas e campi universitários.
    • Um anúncio "Vende-se" na janela do carro, com as informações de contato.
    Provavelmente será proveitoso anunciar em mais de um lugar. É importante lembrar que, assim que você anunciar, as pessoas vão começar a ligar para saber sobre o carro. Muitas hesitam em deixar mensagens, então, dê o melhor de si para atender todas as ligações.

    Decidir onde colocar o anúncio faz parte do quebra-cabeça. A outra é o que dizer sobre o seu carro. Você precisará incluir as características, a fim de atrair compradores. Isso inclui a marca, modelo, ano, cor e características especiais do carro. Você pode olhar outros anúncios para usar de modelo.


    Há mais coisas em um anúncio eficiente do que somente especificações do carro. Os aspectos mais importantes devem ser destacados. Por exemplo, se ele possui baixa quilometragem, diga isso. Apresente os aspectos que primeiramente o atraíram a comprar o carro. Ele é confiável? É econômico? Essas vantagens devem ser destacadas no seu anúncio, mas somente se forem verdadeiras. Evite exageros.

    Finalize o seu anúncio informando o preço pedido; alguns vendedores preferem não mencionar o preço, isto irá resultar em muitas ligações telefônicas de pessoas querendo saber do valor. Pode ser que não estejam querendo pagar aquilo que você quer pelo carro, por isso, é mais fácil mencionar o preço no anúncio. Inclua as suas informações de contato e aguarde as ligações.

    Saiba como negociar
    Alguém fez uma oferta pelo carro. O que você faz agora? Com um pouco de negociação se vai longe. O comprador irá pechinchar, por isso, tenha em mente o preço mínimo absoluto que você aceitaria pelo veículo e mantenha-se nele. Assim como quando você compra um carro novo, você vai querer sair do negócio se não for exatamente aquilo que você deseja. Se você já acrescentou um pouco ao seu preço base - digamos 5 ou 10% - pode negociar um preço que lhe seja aceitável.

    Nenhum comentário: